Posted on

O MEU FACEBOOK DE PROPOSTAS PARA O CRENTE SÁBIO

Banner Maker
 

"Não sou do ortodoxo nem do heterodoxo; cada um deles só exprime metade da vida; sou do paradoxo que a contém no total" – Agostinho da Silva,

Pensamento à Solta, in Textos e Ensaios Filosóficos II, p.145; "a quadrada Raiz do Negativo / que por ser paradoxo / me defende dos riscos de ortodoxo" – Id., Uns Poemas de Agostinho, p.33.

David e Jónatas – Namoro ou amizade?
Num sítio afirma-se que o relacionamento entre David e Jónatas era tão intenso que ia além da amizade. E ia mesmo. Era quase um relacionamento de pai para filho. Segundo a cronologia bíblica explícita no livro “História de Israel” de Eugene Merrill, quando David nasceu, Jónatas já comandava uma armada de 20 homens, o que lhe credita uns 18, 20 anos a mais que David. Vemos que David tinha um pai que não lhe dava o devido valor, como visto em I Sm 16:11. No versículo, a palavra “menor” é a tradução da palavra hebraica “haqqâthân” que significa “o de menor valor” literalmente; esse factor pode ter acarretado no facto de David ver em Jónatas o pai amigo que o seu pai sanguíneo não foi. Não é difícil imaginar que o amor entre David e Jónatas tenha-se tornado um amor paternal, “ultrapassando o amor das mulheres”.

Romanos 1:21-28
Noutro sítio argumenta-se que o que está escrito em Romanos 1 é em relação ao sexo sem amor, estupro ou pedofilia. Não é em relação ao sexo homossexual, pois se for feito com amor, é lícito. Isso é uma tremenda deturpação da Palavra! Paulo simplesmente está dizendo: “as mulheres começaram com o sexo anal e agora os homens tomaram o exemplo e também estão praticando esse sexo que é imoral!”

Isto está explicíto no texto! Ou não?! Vide: http://www.affirmunited.ca/

Imaginemos outra situação: o Testamento Vital e que este  Testamento era aprovado e que as pessoas crentes decidiriam até que ponto quereriam ser tratadas ou até que ponto as deveriam deixar morrer. Todos estamos a ver aqui a ligação entre Testamento Vital e Eutanásia.

Coloquemos agora a hipótese de que uma pessoa religiosa (como por exemplo um Judeu ou uma Testemunha de Jeová) deixa escrito no seu testamento vital que, em caso de hospitalização não aceita que lhe façam transfusões de sangue, nem que a falta de sangue lhe cause a morte. Imaginemos agora que esta pessoa é uma mãe, ou um pai, que sofreu um acidente de viação e que, por força do testamento vital, vai morrer, por não lhe ser possível fazer uma transfusão de sangue. Imaginemos ainda que a morte desta pessoa vai deixar crianças órfãs. É isto que queremos? Será que estamos a ver o alcance das consequências da liberdade que esta lei possibilitaria? No caso da eutanásia, até que ponto devemos ser nós a decidir quando nos devem deixar morrer?

OUTRO TEMA FRACTURANTE:

Não terá sido mera coincidência a terceira encíclica de Bento XVI sobre "o desenvolvimento humano integral na caridade e na verdade" no contexto da presente crise económica mundial, Caritas in Veritate (A caridade na verdade), ter sido publicada pelo Vaticano na véspera da cimeira do G8 e dois dias antes do encontro de Obama com o Papa. O ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Franco Frattini, veio sublinhar o facto na RAI, televisão pública do país, declarando que a encíclica papal "guiou"os trabalhos do G8.

A chamada "Doutrina Social da Igreja" é constituída fundamentalmente por uma série de encíclicas de Papas, a primeira das quais foi a Rerum Novarum, de Leão XIII, seguindo-se a Quadragesimo Anno, de Pio XI, a Pacem in Terris, de João XXIII, a Populorum Progressio, de Paulo VI, a Laborem Exercens, a Sollicitudo Rei Socialis e a Centesimus Annus, de João Paulo II. A mais de 40 anos da publicação da Populorum Progressio, Bento XVI quer, com esta nova encíclica, homenagear o seu autor, Paulo VI, retomando os seus ensinamentos, mas actualizando-os, para que iluminem o caminho da Humanidade em vias de unificação.

Caritas in Veritate foi recebida com indiscutível interesse. O debate público à sua volta revela a grande autoridade do Papa não só no mundo católico, mas também entre políticos e organismos internacionais. Vários media mundiais de referência consagraram-lhe o editorial, sublinhando a sua importância e até a sua inesperada orientação à esquerda.

Defende o mercado e a liberdade individual, mas denuncia o capitalismo selvagem; apela para os valores éticos que devem guiar a economia e a política – "para o seu correcto funcionamento, a economia tem necessidade da ética, e uma ética amiga da pessoa"; pronuncia-se pela necessidade de o Estado recuperar um papel activo, destinado inclusive a crescer, sobretudo por causa da regulação do mercado; declara a urgência da reforma das Nações Unidas e da arquitectura financeira global, acentuando a necessidade de uma "Autoridade política mundial" reconhecida por todos, que, actuando segundo os princípios da solidariedade e da subsidiariedade, goze de poder efectivo.

O que conta é o Homem, e o desenvolvimento só é verdadeiro, se for integral, isto é, do Homem todo e de todos os homens. Reclama, pois, uma globalização que tenha em conta a dignidade pessoal de todos. Assim, "a crise obriga-nos a rever o nosso caminho, a dar-nos novas regras e a encontrar novas formas de compromisso, a apoiar-nos nas experiências positivas e a rejeitar as negativas". "Devemos ser protagonistas e não vítimas da globalização".

Neste domínio, "a Igreja não tem soluções técnicas para oferecer" e também não pretende "de modo nenhum meter- -se na política dos Estados". Mas, estando ao serviço de Deus, tem uma missão a cumprir a favor de uma sociedade à medida do Homem e da sua dignidade. "A fidelidade ao Homem exige a fidelidade à verdade, que é a única garantia de liberdade e de possibilidade de um desenvolvimento humano integral".

Precisamente "caridade" e "verdade" não são apenas as palavras que dão o nome à encíclica. São o seu fundamento. Porque Deus "é ao mesmo tempo Agapé e Lógos: Caridade e Verdade, Amor e Razão". Assim, o amor é o caminho real da doutrina social da Igreja. Mas a verdade é luz que dá sentido e valor ao amor. Sem verdade, o amor cai em sentimentalismos. "Sem verdade, sem confiança e amor pelo verdadeiro, não há consciência e responsabilidade social, e a actuação social fica à mercê de interesses privados e lógicas de poder".

A caridade na verdade é "o princípio sobre o qual gira a doutrina social da Igreja", que actua nos dois critérios fundamentais orientadores da acção moral: a justiça e o bem comum. Quem ama é justo e até supera a justiça, com relações de gratuidade. O bem comum é exigência da justiça e do amor. "Trabalhar pelo bem comum é cuidar e utilizar o conjunto de instituições que estruturam jurídica, civil, política e culturalmente a vida social, que se configura assim como pólis, como cidade", cada vez mais cosmopólis.

Terça-feira, Junho 30, 2009

A Batalha Espiritual e o Neomaniqueísmo.

Existem Crentes que vêem Satanás como que um segundo Deus. Tais indivíduos construíram nas suas mentes a idéia de que a vida é um grande conflito entre forças "opostas/criativas". O Movimento de Batalha Espiritual Renovado tem contribuído efetivamente com a propagação deste conceito, concedendo a Deus e ao Diabo pesos idênticos. Para estes, a vida é uma grande trincheira, onde Satanás e o nosso D-s lutam de igual para igual pelas almas da humanidade. Esta afirmação aproxima-se em muito da antiga doutrina conhecida como Maniqueísmo que ensinava que o universo é dominado por dois princípios antagónicos e irredutíveis: Deus ou o bem absoluto, o Diabo ou o mal absoluto. Felizmente por considerar o bem e mal, como forças idênticas em peso e poder, os Pregadores desta doutrina são adeptos da soberania de tipo Poder Central de D-s e Satan. Vide exemplos desta luta:
 
 

Esta benção chamada teologia liberal



Felizmente existem inúmeros Seminários Teológicos neste país, que tem ensinado aos seus Alunos crentes  conceitos absolutamente inovadores. Tais Seminários Reformados contrapondo-se à ortodoxia fundamentalista cristã admitiram no seu rol de Professores, Professores Doutores que negam a inerrância da Bíblia além de afirmarem que ela está repleta de mitos e lendas. Para estes, Adão e Eva não existiram. Na verdade, os liberais ensinam que ambos não passam de um símbolo para ensinar a humanidade que foi criada através da evolução. Mais, os teólogos do Movimento de Batalha Espiritual Renovado crêem que YAOHÚSHUA não fez milagres literais. Para eles, YAOHÚSHUA nunca teria andado sobre a água, nem tampouco multiplicado pães e alimentado uma grande multidão.

Quando ensinam a respeito do Espírito Santo (‘RUKHA HOL-HODSHÚA) afirmam que o Espírito de Senhor não é um ser pessoal, mas sim a força e o agir de Deus. Além disso, paganizaram e judaizaram a Trindade Santa atribuindo-lhes género e sexualidade, afirmando através de seus ensinos que o Espírito Santo é a parte feminina de Deus.

Ao ensinarem sobre a ressurreição de Cristo, afirmam que tal facto não ocorreu, até porque, para estes Crentes Teístas, a mensagem central da Bíblia é a ressurreição de Jesus em nossos corações.

 

Anúncios

About EL HINCHA Mag Cal Cauvin Calvinista Inclusivo

Protestante por consciência calvinista e zuingliana, um teísta remanescente (cristão integrado na Oholyáo de YÁOHU UL) antinominiano ecuménico e inclusivo (agostiniano, espiritualidade carmelita dos descalços, espiritualidade montfortina, espiritualidade dos presbiteranos liberais da PCUSA: http://www.pcusa.org/, cristianismo redivivo; atento às notícias da ciência hodierna, sempre numa perspectiva inclusiva de todos os Yaoshorulitas e demais seres relacionais) por a absoluta graça do Soberano YÁOHU UL da História e da legenda. Protestante reformado (Baptista particular), cheunguiano (Vincent Cheung, vide: http://robertovargas-make.blogspot.com/2010/08/da-interpretacao-de-textos.html), pós-milenista bíblico, preterista parcial, reconstrucionista(herancareformada.blogspot.com/ 2010/02/o-teonomismo-implicacoes-teologicas.html), teonomista (dominionista), pressuposicionalista, supralapsariano (http://www.monergismo.com/textos/predestinacao/infra_supra_phil.htm), tudo em desenvolvimento; reformar sempre a reformar. Sempre a reformar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s